ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Segunda-Feira, 24 de Julho de 2017

22/11/2013 | 04:10:38

Gota de Leite recebe recursos para implantar Rede Cegonha

Segundo o prefeito Marcelo Barbieri, além do atendimento a gestantes e crianças, Maternidade será referência para a mulher

Gota de Leite recebe recursos para implantar Rede Cegonha

Fachada Gota de Leite

O Ministério da Saúde destinou R$ 738.783,36 à Maternidade Gota de Leite de Araraquara para implantação da Rede Cegonha. Segundo o prefeito Marcelo Barbieri, os recursos serão utilizados para a criação da UTI da Mulher e da UCI infantil (Unidade de Cuidados Intermediários). 

“É uma grande conquista para Araraquara e região. As mulheres terão um atendimento exclusivo, com muito mais conforto, segurança e privacidade. Além da excelência no atendimento às gestantes e bebês, a Gota de Leite passará a ser hospital de referência da mulher”, afirma o prefeito Marcelo. 

Os recursos fazem parte da Etapa VIII do Plano de Ação da Rede Cegonha do Estado de São Paulo e Municípios e aloca recursos financeiros para o Bloco da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar. 

A Rede Cegonha é um programa do Ministério da Saúde que visa implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento familiar e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o nascimento seguro e crescimento saudável. 

Além de Araraquara, mais seis cidades da macrorregião receberam recursos que totalizam R$ 14.137.692,46: Ribeirão Preto, Barretos, São Carlos, Franca, Matão e Sertãozinho.

 

Mais leitos

 

Segundo o superintendente da Maternidade, Carlos Fernando Camargo, os recursos serão destinados à criação de nove leitos da UTI para a mulher e seis leitos para a UCI (Unidade de Cuidados Intermediários) infantil. 

“Com a implantação da UTI para a mulher, a Gota de Leite irá se tornar um hospital de referência para a mulher e vai atender gestantes de alto risco, vítimas de violência doméstica e mulheres privadas de liberdade”, explica o superintendente. 

Já os leitos da UCI serão destinados às crianças com quadro clínico intermediário entre UTI e enfermaria. “Trata-se de uma fase em que a criança já não tem necessidade de permanecer na UTI, mas ainda não está em condições de ir para a enfermaria”, explica Camargo. 

A Maternidade, reaberta pelo prefeito Marcelo Barbieri em março de 2012, foi totalmente reformada e ampliada, projetando uma estrutura hospitalar com ambientes amplos e arejados, além de modernos equipamentos, que oferecem às gestantes todas as condições para um parto seguro, seja por cesárea ou normal. Desde sua reinauguração, foram feitos mais de 2.200 partos na maternidade.

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2014 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados