ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Sábado, 21 de Outubro de 2017

04/10/2017 | 21:49:14

Prefeitura apresenta nova Planta Genérica ao Conselho do Orçamento Participativo

Representantes escolhidos pela população nas plenárias do OP estiveram na Prefeitura na noite de terça-feira (3) para a exposição do projeto

Prefeitura apresenta nova Planta Genérica ao Conselho do Orçamento Participativo

Foto: Celso Luís Gallo

O prefeito Edinho e os secretários Luciana Gonçalves (Desenvolvimento Urbano) e Donizete Simioni (Gestão e Finanças) apresentaram os detalhes do projeto de lei que atualiza a PGV (Planta Genérica de Valores) aos integrantes do COP (Conselho do Orçamento Participativo), na noite de terça (3), na Prefeitura. 

O COP é formado por representantes escolhidos pela população nas plenárias regionais e temáticas do Orçamento Participativo ao longo dos últimos meses. 

Abrindo a reunião, o prefeito Edinho explicou a necessidade de correção de injustiças tributárias e ressaltou que a última alteração na PGV ocorreu em 2006 (há 11 anos). Por isso, os valores venais dos imóveis e terrenos estão desatualizados e não acompanharam o desenvolvimento urbano da cidade. Edinho ainda citou exemplos de imóveis em condomínios fechados que estão pagando imposto bem abaixo do valor correto, enquanto casas em bairros mais populares têm IPTU maior. 

Logo em seguida, a secretária Luciana Gonçalves apresentou os slides com todas as informações do projeto de lei. Os conselheiros também puderam fazer perguntas e tirar dúvidas.

 

Correção 

O objetivo da atualização da PGV é corrigir distorções no valor venal de imóveis e a consequente injustiça no lançamento tributário. Isso irá reduzir ou manter praticamente o mesmo valor de IPTU para 138 mil pessoas. 

A última atualização do PGV foi efetuada em 2006. Após esse período, houve mudanças na estrutura urbana, refletida nos preços dos imóveis territoriais e prediais.  “A PGV busca um valor venal de imóvel compatível com a realidade. Em 2006, quando houve a última atualização, a cidade contava com três condomínios. Hoje, são mais de 50. É nítido que alguns bairros foram valorizados nesse último período e, outros, em contrapartida, como os mais antigos, sofreram desvalorização”, destacou Luciana.

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados