ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Sábado, 21 de Outubro de 2017

14/06/2017 | 19:09:47

Semana Luís Antonio começa neste sábado (17)

Semana Luís Antonio começa neste sábado (17)

Neste sábado (17) será dada a largada para uma maratona de atividades cênicas em Araraquara com a realização da 29ª edição da Semana Luís Antonio Martinez Corrêa. Com realização da Prefeitura de Araraquara - através da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart – e em parceria com o Sesc Araraquara e Sesi Araraquara,  a programação segue inteiramente gratuita até o dia 24 de junho.

A programação será aberta oficialmente com o espetáculo de rua "O Canto das Mulheres do Asfalto", em duas sessões na Praça Pedro de Toledo, neste sábado, às 22 e 23 horas. O espetáculo, com direção de Georgette Fadel e dramaturgia de Carlos Canhameiro.

Diversas outras atrações também serão realizadas no sábado. Pela manhã, às 10 horas, tem "De volta ao Básico", uma intervenção do Núcleo de Formação da Casa da Cultura (Turma 2B) no Ponto de Partida Praça da Santa Cruz; à tarde, no Sesc Araraquara, Carlos Canhameiro, diretor e ator, ministra a oficina teatral “O Texto, a rua, o ruído”; e à noite, antes de “O Canto das Mulheres...”, no Sesi Araraquara tem ainda: "Ella A Comportada - Manual de Civilidade", com Georgia Palomino, às 19h15, no SESI Araraquara, e "Uma Noite Sem o Aspirador de Pó”, com a Água Benta Cia de Criação, às 20 horas.

Vale destacar que um ônibus estará disponível gratuitamente no Sesi Araraquara, após a apresentação de "Uma Noite Sem o Aspirador de Pó”, para levar o público interessado até a Praça Pedro de Toledo onde será realizada a abertura oficial da Semana Luís Antonio, com a apresentação do espetáculo “O canto das mulheres do asfalto”.

 

10h: "De volta ao Básico" - Praça de Santa Cruz

“De volta ao básico” é uma intervenção cênica dos alunos do Núcleo de Formação da Casa da Cultura (Turma 2B), sob coordenação de Bruck Oliver, que terá como ponto de partida a Praça de Santa Cruz, no sábado (17), às 10 horas. A intervenção centra-se numa pesquisa sobre a memória dos araraquarenses, sendo o resgate cultural a peça chave da proposta.

Os alunos - caracterizados como “personagens-espectros” da década de 50 - estão perdidos no ano de 2017. Com uma foto em mãos, do antigo Teatro Municipal, abordam as pessoas perguntando se elas conhecem o local e como fazem para chegar até ele, pois haverá um grande espetáculo do diretor Wallace Leal. A proposta da intervenção é resgatar a memória e verificar se as pessoas se recordam desse importante espaço cultural e de seus artistas. Em seguida, os personagens apresentam um pouco do antigo Teatro Municipal, a fim de trazer informações históricas e curiosidades da época.

 

14h: Oficina de Teatro "O Texto a Rua o Ruído", com Carlos Canhameiro – Sesc Araraquara

A oficina de teatro "O Texto a Rua o Ruído", com Carlos Canhameiro, investiga possibilidades dramatúrgicas na relação entre espaço público, texto e performer. Com Carlos Canhameiro (diretor, ator, dramaturgo e professor). É no sábado (17), a partir das 14 horas, no Sesc Araraquara, com 25 vagas e inscrições na Central de Atendimento do Sesc.

 

19h15: "Ella - A Civilizada", com Geórgia Palomino – SESI Araraquara

O projeto Ella A Comportada, idealizado pela artista Geórgia Palomino, sob a direção de Weber Fonseca, apresenta neste sábado (17), às 19h15, no SESI, a performance “Ella - A Civilizada”.

O ato performativo, criado para um espaço mais intimista, reproduz uma sala de jantar. “Mantemos a mesma qualidade da presença tão necessária para a intervenção urbana, mas desta vez numa ação dramatúrgica”, aponta Weber Fonseca.

Baseado no “manual de civilidade” o roteiro é traçado e a performance transcorre. “Desta forma traz-se a tona reflexões sobre a imposição de padrões de comportamentos e condutas na educação das mulheres/meninas feitos por diversos veículos e que seguimos sem mesmo nos darmos contas de tal imposição”, explica Geórgia.

Quais as regras e padrões “necessários” para se fazer de Ella, ela e elas, mulheres aptas a serem “moças de família”? Uma vasta pesquisa foi realizada sobre os manuais de civilidade, sobre escolas e aulas de etiqueta e mais profundamente sobre a Coluna dedicada às Mulheres da Revista Cruzeiro da década de 50, que utiliza de seus textos para disseminarem novos hábitos de condutas e padrões de estética pautada pelos valores do “progresso e da civilização”.

Ella é uma obra uma obra aberta, portanto a cada apresentação uma nova construção e muitas surpresas inquietantes.

 

20h: "Uma Noite Sem o Aspirador de Pó”, com Água Benta Cia de Criação - Teatro do Sesi

A constatação da falta de sentido para tudo na vida, retratada pelos atores Flavia Pucci e Joelson Medeiros, é o enredo de “Uma Noite Sem o Aspirador de Pó”, espetáculo que faz duas apresentações no Teatro do SESI Araraquara neste final de semana. Os ingressos para as sessões nos dias 16 e 17 de junho, sexta e sábado às 20h, estão disponíveis para reserva gratuita no sistema Meu SESI (www.sesisp.org.br/meu-sesi).

O espetáculo traz à tona as desilusões e os fracassos sem perder o tom do humor patético, do suspense e das surpresas em cena. Um vizinho bate na porta do outro, dando início a uma relação inusitada, profunda e engraçada. Ela, uma mulher à beira de um ataque, trancada em seu mundo lúdico. Ele, um escritor paralisado pelos seus pensamentos repetitivos. Entre a solidão e o estranhamento há a possibilidade de celebrar a vida e os encontros, redefinir valores e caminhar em direção à mudança e a aproximação. 

O texto de Priscila Gontijo, jovem autora no cenário da dramaturgia nacional, é atual no sentido que traça um paralelo claro em relação a esse paradoxo moderno: a vida pautada cada vez mais na tecnologia e no fluxo de informação em rede em confronto com o isolamento social nas grandes cidades. Se de um lado a sociedade contemporânea traz facilidade de acesso, liberdade de opinião e escolhas e mais oportunidade para o desenvolvimento científico e tecnológico, no outro há uma rápida transição de valores, relacionamentos descartáveis, distanciamento entre as pessoas, o empobrecimento das relações afetivas e uma supervalorização do consumo.

A história é, antes de tudo, uma celebração à vida e aos encontros inesperados entre pessoas de universos deferentes que podem, juntas, redefinir valores e caminhos. 

 

22h e 23h: Abertura Oficial "O Canto das Mulheres do Asfalto" - Praça Pedro de Toledo

A Praça Pedro de Toledo, localizada no Centro da cidade, torna-se palco, no próximo sábado (17), para a encenação do espetáculo “O Canto das Mulheres do Asfalto”, em duas apresentações, às 22h e 23hs. A peça conta com direção de Georgette Fadel, dramaturgia de Carlos Canhameiro e o ator araraquarense Weber Fonseca no elenco. A apresentação é uma realização do Sesc Araraquara.

“O Canto das Mulheres do Asfalto” explora meandros de uma contemporaneidade insensível à condição humana do próprio homem.  É um lamento das mulheres que desistem de parir, que dão fim ao morticínio dos seus filhos pela crueldade presente e negam o futuro, sem esperanças inúteis.

“Não vou lançar mão de subterfúgios Ela não vai me perguntar alguma coisa para que eu explique o porquê de tudo o porquê de nada o porquê é assim e não foi assado Foi-se o tempo das perguntas As respostas prostituíram a esperança e o sol de cada dia embaçou nossas vistas Nossa lida deixou de ser vida Nosso corpo é máquina imperfeita Eliminada sem piedade Há mais vida nesse prédio do que em todas nós aqui reunidas Esse canto é um lamento”

A ideia da montagem é dar voz aos vários perfis femininos – como mães, filhas, santas, prostitutas, velhas e moças –, que precisam ter suas ânsias ouvidas no presente para não adotarem uma atitude trágica no futuro. Vozes que se multiplicam dentre essas mulheres, mães e filhas, santas, prostitutas, velhas e moças, cuja desesperança futura celebra um presente que precisa ser ouvido.

 

SERVIÇO:

Semana Luís Antonio Martinez Corrêa

Data: Sábado (17 de junho)

Programação gratuita

 

10h: Espetáculo "De volta ao Básico"

Intervenção Cênica - Núcleo de Formação da Casa da Cultura - Turma 2B

Local: Ponto de Partida Praça da Santa Cruz

 

14h: Oficina de Teatro "O Texto a Rua o Ruído"

Com Carlos Canhameiro

Local: SESC Araraquara

Inscrições e mais informações na Central de Atendimento do Sesc Araraquara

 

19h15: Performance "Ella A Comportada - Manual de Civilidade"

Com Geórgia Palomino

Local: Sesi Araraquara

 

20h: Espetáculo "Uma Noite Sem o Aspirador de Pó”

Com Água Benta Cia de Criação

Local: Teatro do Sesi Araraquara

Pré-reservas: www.sesisp.org.br/meu-sesi

 

22h: Abertura Oficial - Espetáculo "O Canto das Mulheres do Asfalto"

Direção: Georgette Fadel  e dramaturgia de Carlos Canhameiro

Local: Praça Pedro de Toledo

 

23h - 2º Sessão - Espetáculo "O Canto das Mulheres do Asfalto"

Direção: Georgette Fadel e dramaturgia de Carlos Canhameiro

Local: Praça Pedro de Toledo

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados